• Facebook App Icon
  • YouTube clássico
  • Ícone do App Instagram
SL FEM 2.jpg

Ecomlab é bicampeã no feminino!

Melhor estreante de todos os tempos, Record fica com título no masculino!

Em tarde de decisões na Super Liga Publicitária, Ecomlab e Record venceram as finais e levantaram os canecos. Além das disputas dentro de campo, tivemos a presença de um grande público, com churrasco e grupo de samba ao vivo, tudo organizado pelos próprios times, o que só demonstra como a Super Liga tem um espírito bacana!

Antes de falarmos do jogo, precisamos explicar a presença da ID\TBWA na final. Com a desistência da Jotacom em participar da final, no âmbito esportivo a vaga seria da Blinks. Porém, por conta das ofensas em redes sociais direcionadas as atletas da Jotacom e aos membros da Sportiva, a equipe feminina da Blinks foi banida da Super Liga Publicitária. Com todos esses lamentáveis fatos, a vaga na final foi para a ID\TBWA, que deu pulinhos de alegria ao saber da oportunidade: “IPI IPI URRA” gritavam alguns pelos corredores da agência.

No jogo, a Ecomlab impôs seu ritmo e controlou a bola durante todo o tempo. Com mais posse de bola, os gols foram acontecendo. No intervalo da partida, o placar já estava em 5 a 0. No fim, uma goleada por 10 a 0 para sacramentar o bicampeonato. Foi o famoso vira 5, 10 acaba. Com cinco gols de Samara, dois de Karolyne, um de Nádia, um de Paula e um de Kauira, a Ecomlab sagrou-se bicampeã do torneio feminino da Super Liga.

A final masculina foi mais equilibrada. Record e Octagon entraram em campo em busca do primeiro título. A estreante Record, estava em busca de duas marcas: além do título, a equipe queria ser a melhor estreante de todos os tempos. Até então a Cia Group havia sido vice-campeã em sua estreia na Super Liga 4 e tinha essa marca. A Octagon queria seu primeiro título, depois de 3 vice-campeonatos no curriculum. Jogadores prometeram raspar a cabeça caso viesse o título. Alguns, pois outros já estão bem calvos...

O primeiro tempo começou bastante equilibrado, com as duas equipes se estudando e não se arriscando muito no ataque. As defesas estavam muito concentradas e não permitiram nenhuma emoção no começo do jogo. O primeiro gol da partida veio aos 9 minutos quando Kleber recebeu um ótimo cruzamento de Rafael e apenas empurrou para dentro. O gol pareceu ter abalado a Octagon, que se desorganizou em campo na sequência. No minuto seguinte a Record conseguiu acertar uma bola na trave. O susto fez a equipe acordar e reagir em campo. A segunda metade do primeiro tempo foi mais franca, com as equipes se arriscando mais e com mais posse de bola da Octagon. No segundo tempo a equipe veterana, sabendo da necessidade de buscar seu gol, se lançou ao ataque. A recompensa veio cedo! Aos 2 minutos Daniel arriscou de longe e acertou o ângulo, marcando um golaço! O jogo continuou lá e cá, com bastante equilíbrio. Mas aos 12 minutos, Kleber recebeu no ataque, girou em seu marcador e bateu firme no canto, recolocando a Record na frente. Depois do gol, a Octagon passou a pressionar no ataque, tentando o gol de empate. Mas a equipe corria riscos com os contra-ataques da Record. Apesar de algumas oportunidades, o placar permaneceu assim e a Record foi a grande campeã! A torcedora TRI LI LI foi vista emocionada pendurada no alambrado vibrando com o título!

Nessa tarde também tivemos a disputa pelo 3º lugar da Série Ouro. Em uma partida muito equilibrada e com muitos gols, a Jotacom ficou com as medalhas de bronze ao bater a Cheil por 5 a 4.

Na final da Série Prata, a LTM superou a ID\TBWA por 3 a 2 e conquistou o bicampeonato.

Logo após as partidas, tivemos a cerimônia de encerramento, com a entrega dos seguintes prêmios:

Melhor defensor do campeonato: Deivid Santos, da Record;

Melhor goleiro: Maurício Durães, da W3Haus;

Artilheiro: Matheus da Silva, da Cheil, com 22 gols (novo recorde);

Craque do campeonato: Matheus da Silva, da Cheil;

Campeãs do torneio feminino: Ecomlab;

Campeã Série Prata: LTM;

3º lugar Série Ouro: Jotacom;

2º lugar Série Ouro: Octagon;

Campeã: Record.

A sequência teve ainda churrasco e muito samba ao vivo para todos os presentes. A Sportiva parabeniza todos os participantes, equipes, árbitros e demais fornecedores do evento. Lembramos que, mesmo com todas as dificuldades que enfrentamos, continuamos acreditando e apoiando 100% o futebol feminino.

Um ótimo fim de ano a todos! Nos vemos em 2020.

 
 
 

Além da Super Liga Publicitária, a Sportiva organiza diversos torneios e campeonatos, entre empresas ou dentro de apenas uma. Nossos campeonatos podem ter diversos tamanhos ou formatos, sendo realizado em diversas datas ou em apenas um dia!

 

Com 11 anos de mercado, a Sportiva é especializada na organização total do campeonato, cuidando desde a criação do nome, logotipo, identidade visual, hotsite, páginas em redes sociais, até a realização dos jogos, com arbitragem oficial, equipe médica, fotos, vídeos, entrevistas, resenhas das rodadas, premiação com medalhas customizadas, troféus e cerimônia de encerramento.

 

Além disso, temos um verdadeiro cardápio de sugestões extras para incrementar o campeonato e a festa de encerramento, como serviço de churrasco ou espetinho, grupos de música ao vivo, DJs, álbum de figurinhas customizado dos times e jogadores do torneio, presença de celebridades como ex-jogadores e jornalistas, dentre outras diversas opções. Tudo isso adequado ao seu orçamento. Entre em contato conosco: www.sportiva.com.br